Reciclagem

Wednesday, May 11, 2005

ABOIO

A boiada estoura na descida da colina
Chico Lins abóia com sua voz pequenina
Mimoso se achega amável e, dócil inclina
O dorso generoso pra acolher Rosalina

A moça monta manhosa e lhe acarinha a crina
Ele se levanta jeitoso pra não assustar a menina
Chico canta seu aboio e a boiada se reanima
Juntam-se novamente e sobem ladeira acima

O pasto verde e farto à beira d’água do rio
Dá-se com benevolência aos animais –bem macio
A natureza completa o quadro soltando o passario
E a terra toda parece um gozo de eterno cio

E nesta doce visão daquela linda paisagem
Minhas lembranças vagueiam dentro daquela miragem
Como se fosse um oásis prum cansaço de viagem
E sinto o cheiro e o gosto daquela linda pastagem

Ô boi, ô boi, eepaê, boi!
Chico Lins e a filha linda
Ambos incrustados ainda
Na minha infância que foi.

0 Comments:

Post a Comment

<< Home